• Rico

Água-parque

Atualizado: 14 de mar.


A maior arrecadação. Impostos retornados. Indústrias. Cidade que não usa o seu potencial. Não esqueça essa introdução. ... Como que eu vou me divertir ao lado de um povo que não sabe votar? Reclama, reclama e volta a escolher o vilão. De treze opções, entregam suas fichas na pior aposta. Sem clima de folia, até que o dono da cadeira desvende o mistério de nosso tesouro escondido. Votar uma ova. Eu tento ajudar, mas ultimamente apenas tenho retornado ao colégio da vila contrária, para celebrar o fato de pisar em solo hostil. Para provar que eu ainda estou vivo. ... Em frente ao famoso Água-Parque, homens espiam do lado de fora, na rua de terra, as meninas polacas de biquínis coloridos a subir as escadas para aproveitar o tobogã. Com uma lata de spray na mão, me abaixo entre os carros parados. Observo suas placas, todos vindos de cidades longínquas e exóticas para aproveitar nosso paraíso desconhecido. Sem bermudas, me concentro no triângulo denúncia-gambé-muro para marcar rápido meu nome e cair fora. ... Represa do Passaúna, o Mar Morte, única diversão possível. Tradicionalmente eles banham-se á beirinha. Cacos de vidro, raízes, troncos, pedaços de madeira e restos de ossadas estão submersos nas águas barrentas. “Tem que se cuidar” é o ditado, para ignorar a placa de proibição que adverte sobre dezenas de afogamentos. Todo o histórico do lugar não basta, eles gostam de viver perigosamente. Pena que a natureza é mais ligeira e sempre leva prá grupo cada vez mais vidas. Acho que encontrei onde nos identificamos. Aqui está a minha herança araucariense, só que no meu caso carrego na mochila umas tintas além da falta de vergonha na cara. ... Ficou sabendo dos jovens foram presos por invadir a piscina do CSU? Sim, é pública, aberta a todos, basta fazer a carteirinha e frequentar nos horários definidos. Parece algo tão simples. Não para um povo que foge de conhecidos nos corredores dos mercados, que passa do outro lado da rua para não cumprimentar, que deixa passar o busão para não ter que conversar, que não vai ao parque para não ter que conviver. Como vai saber se comportar lambuzado de protetor solar dividindo a mesmo tanque? ... Piscina do Seminário? Desativada, mas funciona bem em filmes de terror ou apenas no imaginário. Piscina de clube dentro da Refinariovski? Pode sair com o bronzeado ou envenenado em caso de vazamento de ácido sulfídrico. Água-parque? Mais uma vez te digo, não é coisa de araucariense. ... Vai prefeito e mais prefeito, mas nosso curso d’água não vem. Nenhum deles para incrementar a cidade com mais lugares para a prática de esportes, lazer, cultura. Estamos soterrados de asfalto e de pixe. Não reclamo de barriga cheia. Reclamo de barriga seca andando num asfalto novo e lisinho. E na suposta falta de ter o que fazer, muitos jovens se bandeiam para o lado do crime, enquanto os pais trabalham fora. Sério, que Vossa Excelência não sabia?



Ah! Se eu tivesse onde nadar! Preocupado com a melhor sunga, nunca teria fundado uma gangue


Este texto é de responsabilidade do autor/da autora.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Peregrino

Cuéra