• kacque

Dicas de leitura

“A garota do lago” de Charlie Donlea narra o assassinato de uma jovem futura advogada, numa pequena e pacata cidade entre montanhas, chamada Summit Lake. O crime movimentou a cidade e chamou a atenção de uma famosa revista de Miami. Designada para investigar o caso do assassinato de Becca Ecketsley, a jornalista Kelsey Castle se hospedou na pequena cidade à fim de recolher informações verdadeiras para escrever seu artigo para a revista em questão. Quando chegou à cidade, percebeu então, que um grande mistério e muitos segredos que não deveriam ser revelados de maneira nenhuma, estavam sendo omitidos e o caso estava correndo para uma solução mentirosa por parte das instituições responsáveis. Tendo certeza que algo muito errado estava por trás do assassinato da jovem garota, a jornalista começa uma investigação paralela e conta com a ajuda de alguns moradores da cidade. Ligada à vítima por um acontecimento pessoal em comum, Kelsye se envolve de maneira intensa com o ocorrido e não desiste de sua empreitada até a total conclusão do caso, e consequentemente, de seu artigo.

A narrativa é simples e interessante e a história prende a atenção do leitor que quer descobrir desde o princípio quem é o assassino da jovem, já que o episódio é apresentado logo no início do livro. Depois, os capítulos seguintes se intercalam entre a vida da jovem na faculdade e as relações que mantém em sua vida acadêmica e pessoal, meses antes de sua morte e as aventuras da jornalista e seus dias no local do crime, bem como o progresso de seu trabalho.

Em toda a narrativa várias surpresas são apresentadas ao leitor e o final é ainda mais inusitado. Gostei muito e indico!

Esse foi o livro que discutimos no nosso encontro “Café com Prosa” de outubro, na Casa Eliseu Voronkoff e está disponível para empréstimo. Ficou curioso, passa lá!



21 visualizações

(41) 3031-5355

Rua Julieta Vidal Ozório, 413 - Centro, Araucária - PR, 83702-060, Brazil 
CNPJ 29.801.135/0001-38
F D D Pesquisa e Produção Artística Ltda

©2019 by Casa Eliseu Voronkoff.